Voarte
PT
EN
acsc | Wasteland
acsc | Play False
acsc | BOX
Tábua Rasa
Novembro 2017
SD
1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Subscrever Newsletter
 
Tábua Rasa
co-produção Vo'Arte e Companhia Nacional de Bailado
Espectáculo de dança contemporânea
©Fotografia de Bruno Simão/CNB

Tábua Rasa surge de um encontro de vários lugares comuns, de pessoas que se propõem a decifrar uma linguagem nova, em forma de corpo, e as infinitas capacidades de o preencher.

 

A premissa de Tábua Rasa, do latim tabula rasa, uma tábua de cera sem nada escrito, foi o mote para quatro artistas, pensadores do movimento, se juntarem e partilharem com base na descoberta física, influências artísticas, partilha de critérios, linguagens distintas e flexíveis.

 

Tábua Rasa é uma colaboração entre os criadores e bailarinos António Cabrita e São Castro e Xavier Carmo e Henriett Ventura da Companhia Nacional de Bailado (CNB).

 

O cenário que invoca esse espaço branco e suspenso é do arquitecto / cenógrafo Wilson Galvão, Nuno Nogueira desenhou os figurinos em contraste e Victor José realizou a luz que preenche o espaço / tempo.

 

Esta parceria entre as duplas criativas, |acsc| e CNB e restante equipa artística pretende romper com lógicas de criação, levando os seus intérpretes a conquistarem novos lugares e a procurarem uma nova abordagem na criação.

 

Uma co-produção Vo’Arte / Companhia Nacional de Bailado, estruturas que neste desafio apoiam o surgimento de novos projectos artísticos e actuam na vanguarda da criação de novas linguagens coreográficas.

 

O processo de criação teve início em 2014 e após duas Residências Artísticas nos estúdios da CNB, Tábua Rasa estreou mundialmente nos dias 21, 22 e 23 de Maio de 2015 no Teatro Camões em Lisboa.

O espectáculo de 23 de Maio contou com áudio - descrição, iniciativa inédita para a CNB.

 

Próximas apresentações:

Teatro das Figuras | 16 de Abril às 21h30
Mais informações: 
www.teatrodasfiguras.pt

 

promo Teatro das Figuras & +info

+INFO

Sinopse
 

Com origem no latim, tabula rasa - tábua rasa correspondia a uma tábua de cera onde nada estava escrito.

Os empiristas de Aristóteles, ao fazerem uso desta sua expressão, propagaram-na.

Usavam-na para descrever o vazio da mente antes de qualquer prática, um particular estado de espírito no qual tudo seria possível criar e escrever a partir da experiência adquirida.

A página em branco do escritor, a tela em branco do pintor, a pedra em bruto do escultor,

e mais concretamente aqui, a cena em branco para o intérprete: eis o mote para a colaboração de quatro criadores com percursos díspares.

Algo se manifesta e ganha forma, numa história simples sobre a mente humana e as infinitas capacidades de se preencher o corpo.

 

Ficha Artística e Técnica

Co-criação e interpretação: António Cabrita, Henriett Ventura, São Castro e Xavier Carmo

Cenografia: Wilson Mestre Galvão

Figurinos: Nuno Nogueira

Desenho de luz: Vítor José

Co-produção: Companhia Nacional de Bailado / Vo’Arte

Sonoplastia: São Castro

Direcção Artística CNB: Luísa Taveira
Direcção Artística Vo’Arte: Ana Rita Barata e Pedro Sena Nunes

GRÁFICOS À LAPA POWERED BY AFTER YOU
Loading